Precisão direto ao ponto NOVAS VERSÕES DO PROCESSO DE SOLDAGEM CMT CYCLE STEP

Com o Cycle Step, a Fronius desenvolveu uma nova versão para processo de soldagem a frio CMT (Cold Metal Transfer). Por que isso é especial: O usuário pode ajustar o número de gotas por ponto de soldagem como também o tempo de pausa entre os ciclos. Isso possibilita máxima precisão e reprodutibilidade, assim como uma óptica de cordão perfeito.

A nova versão do processo Cycle Step se baseia no desenvolvimento de métodos de soldagem MIG/MAG CMT da Fronius, que são caracterizados por sua baixa aplicação de calor. Ao fundir o arame de soldagem, é suportado uma regulagem de processo digital da soltura de pingos, ao mesmo tempo que o arame se movimenta para a frente. A transferência dos pingos no banho de solda produz um curto-circuito resultante do controle do arame que é retraído novamente. A ignição (arco voltaico) reinicia e um novo ciclo de soldagem começa.

Com o Cycle Step, o usuário pode controlar esse ciclo de forma detalhada. Dessa forma, são definidos de forma precisa o número dos pingos por ponto de soldagem e também o tempo de pausa entre os ciclos individuais. Assim, o soldador pode produzir pontos de qualquer tamanho e reproduzi-los com precisão, um nível totalmente de novo de controle no controle do processo de soldagem.

IDEAL PARA CORDÃO VISÍVEIS DE ALTA QUALIDADE

Além disso, a aplicação de calor no Cycle Step é mínima e pode ser controlada de forma adequada. Isso possibilita unir até mesmo as chapas de metal mais finas e é particularmente útil na soldagem de posição com tolerâncias de folga. Além disso, o ciclo de soldagem definidos garantem cordões visualmente perfeitos com uma escala clara, sem excessos ou respingos. Por isso, o Cycle Step é ideal para cordão visíveis de alta qualidade. A versão do processo também possibilita a soldagem de pequenos pontos fixos e, por isso, é uma alternativa para pinças de pontilhação. Até mesmo revestimentos de soldagem finos e aplicações na produção de aditivos podem ser realizados com a Cycle Step.

Na indústria automobilística, o Cycle Step é bem-sucedido em aplicações de montagens de carroceria, ou seja, na chamada fixação de dobras de flange de tampas traseiras, frontais e também portas. Com isso, as peças de placas de aço galvanizado, que antes seriam coladas umas às outras podem ser ligadas por apenas um ponto fixo. Isso economiza muito tempo na produção, pois o componente em conexão pode ser pintado diretamente, sem que o adesivo tenha que secar primeiro. Na verdade, esse não é um método de soldagem, mas sim um revestimento: O ponto consiste em uma liga de silício e cobre que, com a Cycle Step pode ser aplicado no local de conexão. Antes da pintura, deve ser realizada a cobertura com PVC, para que depois eles não fiquem aparentes.

RELAÇÃO CUSTO-BENEFÍCIO, ECONOMIA DE ESPAÇO E FLEXIBILIDADE

Os requisitos do fabricante são altos: Os pontos de fixação definidos devem ser os menores possíveis e extremamente planos, mas ainda assim conectar as peças da placa de forma firme e estável. Como o capô, portas traseiras e portas laterais são partes visíveis da carroceria, o processo também deve ser o mais livre de respingos possível. Com a nova versão de processo Cycle Step, os pontos de revestimento perfeitamente combinados garantem uma fixação confiável e visualmente perfeita das chapas até que a cola seque na estufa de pintura. Os custos de investimento são significativamente menores em comparação com o método de soldagem usado anteriormente e, graças ao pequeno espaço ocupado pelo sistema de soldagem, os usuários podem projetar suas células de fabricação significativamente menores. O método de soldagem é adequado para placas de aço e alumínio e pode ser aplicado de forma flexível.

A Cycle Step é uma fonte de solda da Fronius da mais nova geração TPS/i disponível e pode ser usada em todas as curvas características de CMT. Os sistemas de soldagem da TPS/i existentes podem ser facilmente adaptados com a nova versão de processo por uma atualização de Software.