A América Latina e suas oportunidades

A expansão da Fronius está progredindo a passos largos também na América Latina. A fundação de novos locais e o fortalecimento da presença em todo o continente têm atualmente uma alta prioridade.

Mercados, seus desafios e oportunidades. A Fronius Perfect Welding está se expandindo rapidamente e, por décadas, abre mercados em todo o mundo. Neste momento, pode-se ver um grande potencial na América Latina: Com forte presença no México, Brasil e Argentina, corporações internacionais, também do setor automotivo, estão incluindo a Fronius em seus planos. As subsidiárias do grupo no Brasil (2002) e no México (2007), com cerca de 150 funcionários, deram o primeiro passo.

Em 2019, outro passo importante foi dado: a abertura do local na Argentina. Com base em estimativas internas sobre o volume de importação de equipamentos de soldagem e de corte, a Fronius vê na Argentina o terceiro maior mercado da América do Sul. Razão suficiente para intensificar as atividades comerciais, a fim de aumentar a participação de mercado.

O curso de ação na Argentina é marcado por desafios complexos, com os quais a empresa geralmente se confronta na América Latina: Eventuais diferenças na cultura e na mentalidade desempenham um papel importante. No entanto, com certeza é possível desfrutar das importantes experiências do México e do Brasil.

PONTUALIDADE ALEMÃ NO RITMO LATINO

Embora o tango argentino apresente um mundo musicalmente singular, isso não significa necessariamente que os elementos da música clássica não possam enriquecê-lo: da mesma forma, é possível estabelecer uma representatividade com padrão europeu, que sempre satisfaça o cliente final na América do Sul. VW, Daimler, Benteler e muito mais – os principais clientes europeus da Fronius, do setor automotivo, colocam as mais altas exigências de qualidade e serviço em seus locais de produção na América do Sul, sobretudo sob a premissa da pontualidade alemã.

Onde existem grandes contrastes, a Fronius assume o papel de mediadora: Com a fundação de uma subsidiária, o representante Fronius presente em Buenos Aires, RH Welding S.A., deve ser auxiliado de acordo com os padrões internos da empresa e, assim, a qualidade do serviço é aprimorada, o que, em última instância, também beneficia a produção industrial no local.

Fallback profile picture

» Se alguém quiser entender o mundo do negócio na América Latina, deve-se primeiramente entender e valorizar a cultura, para então poder se acomodar da forma adequada. «

Andres Loaiza-Espinosa, Area Sales Manager na Fronius

RELAÇÕES PESSOAIS

Para além disso, Andres Loaiza-Espinosa, gerente regional de vendas, na Fronius, promove a importância de uma rede de contatos bem desenvolvida: a América Latina atribui grande importância às relações pessoais em todos os negócios. A rede de contatos, às vezes quase familiar, entre parceiros de negócios individuais, portanto, desempenha um papel importante e também deve ser considerada como um componente cultural profundamente enraizado, que deve ser respeitado.

Da Fronius, pode-se esperar a melhor tecnologia e da mais alta qualidade no que diz respeito a seus produtos. No entanto, a fim de realizar perfeitamente a estratégia interna de proximidade com o cliente, „estamos adaptando as condições no local: para que as apresentações do produto ou as soldas de teste enfim aconteçam, primeiro é necessário criar a oportunidade“, explica Loaiza-Espinosa.

OUTRAS PRESENÇAS

A Fronius também marca presença no resto da América Latina – nesse caso, entretanto, por meio de seus representantes. Na mineração de cobre chileno, por exemplo, sistemas de soldagem manuais da Fronius são bastante utilizados. Para além das fronteiras, esses sistemas fornecem amplas oportunidades comerciais na indústria geral: da Costa Rica, passando por Panamá, Colômbia, Venezuela, Equador e Peru até o Uruguai, há mercados promissores nesse sentido.

Em geral, Loaiza-Espinosa enxerga grandes oportunidades na Welding Automation (soldagem automatizada): „Até o momento, em cada país, cerca de 60 a 70% das soldagens são feitas à mão. No entanto, a profissão de soldador perde cada vez mais atratividade na América do Sul. Mais cedo ou mais tarde, isso levará a indústria a uma situação embaraçosa, devendo automatizar diversos processos.“

A mesma coisa vale para os sistemas de soldagem com robô: „Comparando-se os números atuais da indústria de robôs na Ásia com os da América Latina, fica claro que um enorme mercado em crescimento pode ser esperado aqui. Uma questão na qual a Fronius, com seu perfeito know-how, pode mais uma vez ser a protagonista.“

PACIÊNCIA E RESISTÊNCIA

„Investir energia, tempo e paciência nos mercados da América Latina sempre vale a pena no final“, diz Loaiza-Espinosa de forma convincente. Embora a estabilidade econômica não seja comparável aos centros comerciais europeus, ainda há um grande potencial: o crescimento na região avança de forma ondulatória, de acordo com o gerente regional de vendas. Como consequência, frequentemente haverá períodos mais longos de escassez. Apesar disso, ou precisamente por isso, é preciso se posicionar fortemente nesses períodos, „para poder pegar a onda antes que ela quebre.“